Ecos do Vento - Ilton Carlos Dellandréa

Postado por Mauro dos Reis | domingo, dezembro 09, 2007 | , , , | 0 comentários »

Essa bela poesia foi escolhida pela Prenda do Mês de dezembro:

Ilton Carlos Dellandréa

Os ventos que rezam na pampa
são ventos das fontes mais virgens,
que passam ao longo dos campos,
batendo nas portas dos ranchos
- os templos das nossas origens.

São ventos que trazem recados
das lutas de gentes paisanas:
queriam a terra mais livre,
não como a pampa que vive,
debaixo de botas tiranas.

Os ventos que rezam na pampa
nos trazem recuerdos amargos:
não temos bandeiras nem mastros
e já se apagam os rastros
da nossa infância nos pagos.

Aquilo que avós conquistaram
nos tempos das sendas mais brutas
são ecos das guerras da História
que fogem da nossa memória,
gaúchos que tombam sem luta.

Toda a conquista de séculos
das lutas dos nossos avós,
perdemos no caos desses anos
nas patas de maulas tiranos
que lutam aqui, contra nós.

Da nossa infância, somente,
restam lembranças perdidas.
E os ventos as trazem num grito
que em vão sacode o infinito
das nossas ânsias dormidas.

RSS Feed AddThis Social Bookmark Button

0 comentários